segunda-feira, maio 08, 2006

Sexo ao som de Mão Morta


Ontem fui a um concerto de Mão Morta ("outro" dirão uns, "grande novidade" dirão outros, "não te cansas" perguntarão os restantes).

Queima das Fitas de Coimbra, logo o local menos propício para assistir a um concerto desta banda.
Os seis elementos dos Mão Morta tocaram as primeiras músicas com seis máscaras diferentes do Cristiano Ronaldo, certamente por pensarem o mesmo que eu relativamente a estes concertos de queimas.

Mas o mais interessante foi o que me contaram. Ao que parece, há uns tempos, durante um concerto no Teatro Académico Gil Vicente (Coimbra) um rapaz e uma rapariga escapam-se até à última fila, deserta. Aí digamos que dão asas à imaginação. Mas nada foi deixado ao acaso, no final do concerto naquele local estavam pétalas de rosa espalhadas pelo chão.

Afinal ainda há românticos...

Adenda: segundo um elemento dos Mão Morta, o concerto foi da digressão Nús, e um funcionário encontrou o arrojado casal e correu com eles. De acordo com o funcionário "Um gajo vê com cada uma que, contado, ninguém acredita..."

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home