sábado, junho 10, 2006

Silêncio

Ontem fui ao teatro, ao gretua. Gostei bastante da peça e da performance. Mas o que me deixou estarrecido foi o texto. A Marta parece ter mesmo jeito para a coisa. Ainda podem ver a peça hoje e amanhã.

Sinopse:

São 4 e 47. O tempo pára. Encontramo-nos num espaço que apenas existe na nossa consciência, povoado por outros personagens que tanto têm de familiar como de estranho. Pessoas de carne e osso como nós e arranca-corações que se alimentam da nossa dor. É num minuto que os pensamentos frenéticos saltam de memória em memória, fazem-nos sofrer tanto e tanto, até nos sentirmos cansados e não onseguirmos sentir coisa alguma. Contemplamos, então, o silêncio, o silêncio das nossas existências, das palavras mudas que nunca dizem tudo, da morte. São 4 e 48.

1 Comments:

Anonymous Gra said...

Obrigado pelo comentário ao silêncio e ainda bem que gostaste. Abraços

quinta-feira, junho 29, 2006 10:32:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home