sexta-feira, julho 21, 2006

Relativismo histórico

Alertado – e vilipendiado – pela Vânia nos comentários do último texto aqui no blog concluo que de facto se deve abordar o relativismo histórico quanto a esta questão.

Pelo referido alerta verifico que a direita pretendia a designação ditadura facista para designar a União Soviética em vez da utilizada ditadura europeia.

Na minha óptica não me parece correcto intitular de ditadura fascista a URSS. Se a URSS foi de facto uma ditadura – ponto mais consensual – não terá apresentado as características para se definir de fascista. Nem mesmo no período mais totalitário e sanguinário, com Estaline, a União Soviética terá apresentado – na minha óptica – as características para ser assim definida de fascista, não obstante apresentar várias semelhanças.

O termo ditadura europeia ou ditadura comunista parecem-se ser os mais indicados.

Mas como escrevi tudo isto é visto do meu prisma. O mais importante a realçar nesta polémica é mesmo o relativismo da História.

Qualquer apreciação histórica não está isenta da subjectividade do seu interlocutor, por mais imparcial que o investigador queira ser. Neste contexto admito que chamem o que quiserem à URSS, desde que o substanciem (correcta ou incorrectamente; completa ou incompletamente). A liberdade para o investigador descrever a História com base nos dados que dispõe deve ser total.

Por mais que se queira uma análise Histórica objectiva, esta não existe. A carga subjectiva está sempre presente, quer na forma de recolha de informação, nas fontes escolhidas e previligiadas, na hierarquização atribuída aos dados, até na sua exposição. A cultura e o espaço social do investigador também não devem ser ignorados. E o próprio interesse particular da investigação leva a afunilar num certo sentido o rumo da mesma e logo as suas conclusões. A História é permeável a tudo.

Um bom exemplo disto é a Padeira de Aljubarrota, que sobreviveu até aos nossos dias, quando certamente dados mais relevantes da batalha foram sendo esquecidos. Isto porque os investigadores, recentes e nem tanto, porque ao longo dos anos investigadores e historiadores “oficiais” foram fazendo a escolha da informação a ser transmitida enquanto História. As palavras-chaves aqui são liberdade e escolha.

Tremo só de pensar num mundo onde a História é absoluta e inquestionável. Esse mundo aliás já foi descrito várias vezes, por exemplo em 1984, e pior está-se a transformar realidade. Se os países de comunismo isolacionista isso também aconteceu (acontece?), mas a luta contra o relativismo histórico de momento provém do interior dos Estados Unidos, onde se tenta montar a História oficial da Humanidade.

Em suma, o relativismo histórico é dos conceitos que mais quero preservar a todo o custo. Cada investigador, e em casa último cada cidadão, deve ter a liberdade de analisar os dados e registos históricos à sua disposição e conceber as suas próprias conclusões.

Se o Diogo Feio entende que a URSS foi uma ditadura fascista está no seu direito. Se eu a considero uma ditadura comunista também o devo divulgar. Se, quanto a ti, se tratou de uma ditadura do proletariado ou uma democracia do proletariado ou qualquer outro termo também tens todo o direito de o defender e opinar. O que me assusta como me disse, é que Diogo Feio queira o absolutismo histórico da sua definição. Que tente impor a sua visão Histórica como verdade única. Acredita que me assusta mesmo. Espero que não queiras também tu desmontar o relativismo histórico, que se formos a ver, é uma construção bem recente.

Acrescento ainda que admito perfeitamente que alguém afirma a Coreia do Norte como sendo uma democracia, desde que não tente impôr a sua versão histórica à Humanidade. Reservando-me ainda neste caso, de considerar essa versão uma piada de mau gosto.

E com o texto é dirigido aproveito para acabar com uma citação de Marx que diz qualquer coisa parecida com: a História de um dado momento é a História concebida pela classe dominante (quando encontar a citação correcta substituo aqui)

Estou farto da História dos vencedores.

1 Comments:

Blogger 文章 said...

餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 關島婚禮 巴里島機票 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 銀行貸款 信用貸款 個人信貸 房屋貸款 房屋轉增貸 房貸二胎 房屋二胎 銀行二胎 土地貸款 農地貸款 情趣用品 情趣用品 腳臭 水晶 長灘島 長灘島旅遊 長灘島景點 長灘島必買 婚禮顧問 婚禮顧問 花蓮民宿 花蓮民宿

sexta-feira, julho 24, 2015 8:19:00 da manhã  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home