sexta-feira, setembro 29, 2006

O candidato fugitivo e a corrida viciada

No Brasil, Lula da Silva não vai a debates televisivos uma vez que as sondagens lhe dão a posição consolidada! Odeio esta visão perversa da democracia. Os políticos tem a obrigação de dizer ao que vão e não jogar com sondagens. Se considerei a recusa de Cavaco Silva num debate a 5 (que quanto a mim deveria ser a 6), apesar da sua ida aos debates a 2, desrespeito pelos cidadãos eleitores, o que dizer da atitude de Lula? Já não bastava toda a asneirada e corrupção que os seus colaboradores fizeram, mas essencialmente o que Lula não fez pelo país e ainda me sai com esta.

Entretanto descobri que o sistema brasileiro não prima pela democraticidade. A corrida começa viciada, os tempos de antena são proporcionais ao número de deputados das coligações, assim em cada bloco de tempos de antena temos:
Alckmin: 10 min 22 seg
Lula da Silva: 7 min 21 seg
Heloísa Helena: 1 min 11 seg
Cristovam Buarque: ?

Também pela primeira vez no Brasil os outdoors e cartazes estão proibidos, tal como os brindes (chapéus, t-shirts, canetas, etc). Os showmícios (comícios políticos com actuação de músicos) também foram banidos. Tudo para tentar baixar os gastos na campanha e aclarar as contas dos partidos. Pessoalmente nunca gostei que os partidos oferecessem brindes. Quanto ao resto... por cá só se quiserem acabar com os showtografos...

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home