segunda-feira, dezembro 11, 2006

A morte de Pinochet

Com a morte de Pinochet os seus defensores chegam fervorosamente à frente. Dizem que deixou um país melhor que aquele que encontrou, que decidiu sair pelo seu próprio pé, o elogio fúnebre nunca mais acaba.

Só não sei se estão a defender Pinochet ou a proteger Milton Friedman. Parece que a luta contra o socialismo democrático, essa perigosa forma de democracia, justifica a tortura, a morte, o controlo de todas as liberdades...

Uma democracia na América do Sul com pendor socialista e boas condições para os cidadãos seria de facto muito temível e perigosa para a "nossa" ordem mundial! Só podem mesmo estar a defender Friedman!

6 Comments:

Blogger migas (miguel araújo) said...

Viva Nelson
Faltou claramente a justiça.
Essa perdeu-se em inúmeros casos, aos longos dos anos.
Recorde-se ao menos as vidas perdidas daqueles que lutaram pela liberdade e pela democracia.
Cumprimentos

segunda-feira, dezembro 11, 2006 11:47:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

Miguel,

E morreu no Dia Mundial dos Direitos Humanos, nada mais irónico!

terça-feira, dezembro 12, 2006 12:16:00 da manhã  
Blogger BaD said...

A comparação feita com Friedman é perfeitamente lamentável caro Nelson.

Pinochet foi um ditador que matou, torturou e prendeu, como tantos outros, lembro-me assim de repente de Mao, de Fidel Castro, de Estaline, só para citar os de esquerda. E deve ser visto na mesma perspectiva inaceitavel.

Mas também não era nenhum mar de rosas o regime de Salvador Allende. Muito pelo contrário. Justiça seja feita à História. Mais: não reconheço qualquer democraticidade ao socialismo que opta pelas nacionalizações. Nenhum.

quarta-feira, dezembro 13, 2006 3:05:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

A escolha de Friedman não foi feita por acaso.

Friedman e o seu grupo apoiaram de perto Pinochet, muitos deles como conselheiros contratados. Praticamente foi Friedman que desenhou as sucessivas políticas económicas de Pinochet. Para um liberal nunca se preocupou com a falta de liberdades no Chile.

As fontes são inúmeras. Por exemplo a Wikipedia sobre Friedman diz nunca antes uma teoria económica tinha sido implementada de forma tão rigorosa (antes de Friedman no Chile).

É exactamente o que escrevi aqui. Que aqueles que linkei defendem Pinochet porque na verdade querem defender Friedman.

Quantos a ditadores de Esquerda, quem quiser que os apoie, eu não. Allende foi democraticamente eleito e aplicou o programa eleitoral sufragado por todos os chilenos.

quarta-feira, dezembro 13, 2006 5:40:00 da tarde  
Blogger BaD said...

Caro Nelson,

Também Pinochet foi a votos, mas ao contrário de Allende, respeitou a vontade popular e saiu apos o referendo.

Mais, Friedman de facto implementou as suas ideias no Chile. Mas Friedman não foi um anti-democrata. Muito pelo contrário. Foi das pessoas que mais apelou à liberdade de pensar e agir do ser humano. Liberadade e Liberalismo estão instrinsecamente ligados. E mais, foi precisamente a riqueza, o desenvolvimento, a criação de uma classe média e a redução drastica da pobreza no Chile que em última análise permitiu que se tornasse hoje numa (senao a mais)prospera economica da america latina. E permitiu obviamente que se pudesse caminhar para a democracia.

Allende nacionalizou, criou instabilidade e deixou o caos completo tipico do socilismo puro. Nao largou o poder. Pinochet matou e torturou e deixou um país mais desenvolvido. Mesmo que a repugna que os seus actos - que não foram condenados pela justiça - parece que a comparação com Allende é-lhe favoravel no campo económico.

quinta-feira, dezembro 14, 2006 3:14:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

Allende não se retirou do poder porque estava eleito democraticamente.

E logo vi que Pinochet foi o motor para a Democracia! E foiu a votos e tudo como dizes (quando já não se conseguia segurar no poder).

"a comparação com Allende é-lhe favoravel no campo económico". O que de resto deixou eufóricos os familiares, os que sobreviveram, às torturas!

quinta-feira, dezembro 14, 2006 11:18:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home