segunda-feira, março 05, 2007

Case study: práticas partidárias

Leio nos jornais [1, 2, 3] que a filha do Presidente da Câmara Municipal de Soure, João Gouveia, foi contratada como "técnica superior estagiária - generalista", sendo que ficou em primeiro lugar no concurso público cujo presidente do júri era o Vice-Presidente da Câmara. Vinte e três dias depois o mesmo Vice-Presidente dispensou-a do estágio a que estava obrigada legalmente e conferiu-lhe o estatuto de trabalhadora definitiva. Pasme-se, a filha do Vice-Presidente também foi contratada pela CMS através de um concurso público em que ficou em primeiro lugar!

A história político-partidária de Soure é um bom caso para reflectir sobre a postura e a acção dos partidos.

Soure era tida como o concelho mais socialista da Europa, julgo que até haviam uns murais com esta inscrição. Era em toda a Europa o local onde o partido socialista ou equivalente tinha maior percentagem de votos. Ora, neste paraíso socialista o PSD ganhou a Câmara Municipal em 1993 mediante uma conjuntura especial. Por motivos que desconheço (era um imberbe na altura), o PS apresentou uma candidatura não contendo o presidente de então. O presidente de então que ficou sem o apoio do PS concorreu pelo PSN. O eleitorado socialista ficou dividido e João Gouveia ganhou as eleições.

Desde então João Gouveia governou os destinos do Concelho de Soure de uma forma no mínimo controversa e polémica e coleccionou sucessivas maiorias absolutas pelo PSD. Em todas as outras eleições o PS continuava a golear. Ao longo dos tempos, consolidou as suas maiorias absolutas, e quer a nível concelhio quer de freguesia, recrutou para as suas listas do PSD destacados elementos do PS. Um dos casos é o seu actual Vice-Presidente que referi em cima, que foi fundador da Juventude Socialista de Soure.

Tudo mudou em 2005 (ou tudo terá ficado igual em 2005?). Umas quaisquer elevadas estruturas do PS convidaram João Gouveia para encabeçar a lista desse partido à Câmara de Soure. Parem tudo! Tudo muda! A sua equipa do PSD concorreu pelo PS. Os Presidentes das 12 Freguesias (todas PSD) também alinharam pelo PS. Ora este exercício nem era muito difícil já que como disse, uma parte da sua equipa PSD foi recrutada do PS. Temos assim que o seu Vice-Presidente e muitos outros regressaram à casa.

O PS que sempre se insurgira contra a política e governação populista de João Gouveia apresentou-o como candidato à autarquia! O PSD que sempre teceu loas à governação de João Gouveia passou a fazer-lhe oposição!

As eleições de 2005 vieram e de facto João Gouveia ganhou concorrendo pelo PS, mas perdeu a maioria absoluta! O PCP conseguiu eleger uma vereadora. Muitos sourenses ficaram radiantes com a perda da maioria absoluta, muitos pensaram que ao fim de muitos anos algo finalmente mudaria! Muitas esperanças devem ter sido depositadas na vereadora do PCP.

Ora, a Vereadora do PCP aceitou pelouros e na prática constituiu uma coligação PS-PCP que permite ao Presidente João Gouveia e à sua equipa continuar a governar tranquilamente como bem quer. Esta aliás é prática corrente do PCP em várias autarquias, sempre que se vê nesta posição. Agora, a respeito do emprego das filhas supra citadas, a Vereadora do PCP diz que nada ter a ver com isso e rejeita as acusações da existência da tal coligação. Ao mesmo tempo, a única crítica que consegue dizer sobre essas contratações é que o PSD é incoerente nas suas críticas, já que quando João Gouveia era seu eleito nada disseram sobre contratações pouco claras na altura!

O PSD refuta essas críticas da mesma forma: o presidente da concelhia PSD diz que só o é após 2005. Acrescenta ainda que o PS nada pode criticar sobre as contratações antes de 2005 e a conduta do PSD nessa altura já que o Presidente e Vice-Presidente da concelhia do PSD eram exactamente aqueles que são hoje Presidente e Vice-Presidente da autarquia eleitos pelo PS!

Confusos? Podem sempre visitar Soure e deslumbrarem-se com a miríade de placas que ficam para a posteridade: "Inaugurado durante a Presidência do Dr. João Gouveia". Estas placas estão por todo o lado, até em rotundas! De tal forma que durante a campanha eleitoral a JSD (sim, os mesmos que meses antes apoiavam João Gouveia) foram simbolica e satíricamente colocar uma réplica destas placas no Castelo de Soure (estrutura do século X). Pela limitação de mandatos este é o seu último, pelo que aguardo para ver onde estará daqui a 3 anos.

1 Comments:

Blogger MRF said...

Mais do que práticas partidárias, caciquismos! lamentavelmente os partidos submetem-se, em vez de banirem.

terça-feira, março 06, 2007 3:58:00 da manhã  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home