sábado, março 03, 2007

O fim da OPA

Acabou a OPA com a abstenção do accionista Estado. Os neo-liberais de circunstância clamaram para que o Estado deixasse funcionar o mercado. Claro está que para eles, o funcionamento do mercado só poderia ser no sentido da OPA avançar e de no seu entender o voto estatal dever ser favorável.

Ora, o que significaria a concretização da OPA? O despedimento de 4 mil trabalhadores qualificados da PT e uma imensa isenção fiscal [equivalente a € 500 por cada contribuinte que acabaríamos por ter que pagar]. Ora, o Estado com o direito de voto que as suas acções lhe conferem não se deveria ter oposto a este negócio?

Devo ainda dizer que este tipo de negócios é brilhante! X compra a empresa Y contraindo um empréstimo do banco Z. X fica com a empresa Y, a empresa Y fica com a dívida ao banco Z.

Depois temos um sindicato, o SINTTAV, saído de uma qualquer realidade Owerlliana. Então os dirigentes do SINTTAV recebem em apoteose Joe Berardo, detentor de uma riqueza especulativa em nada produtiva!?

Pior, os dirigentes do SINTTAV aplaudem euforicamente o Presidente da Administração da PT Henrique Granadeiro! Não duvido das boas intenções destes sindicalistas, mas será que não percebem que a recusa da OPA manteve os 4 mil postos de trabalho... mas que a contra-proposta da Administração da PT de distribuição de fartos dividendos pelos accionistas vai levar a que a PT não seja capaz de realizar investimentos nos próximos anos! E o que será dos postos de trabalho, das suas condições e da própria empresa quando, na área das telecomunicações, a tecnologia e os investimentos são essenciais?

Ainda a este propósito da distribuição de dividendos, não percebo como é possível uma Administração fazer uma contra-proposta aos accionistas com património que já é deles, os dividendos! E não sei como é possível a Administração saber os resultados da PT dos próximos anos para avançarem o valor dos dividendos a ser pagos! E por fim, como é possível uma Administração anunciar o pagamento de dividendos se - não sou especialista, mas julgo que - isso é apenas decidido em Assembleia-Geral de Accionistas!

De notar a excelente cobertura do Correio da Manhã! Gaba-se de ser o único jornal presente em toda a reunião de accionistas. Também se pode gabar de ser o único dizer que Belmiro perdeu por pouco [terão pensado que bastavam 50% dos votos ao contrário dos 66% que realmente eram necessários?]. Mas ainda assim consegue fazer a manchete que o Estado é que chumbou a OPA!

Em resumo, com esta OPA frustrada ganhou a SONAE que conseguiu paralisar a Administração da PT durante 13 meses. Perdeu a PT com a historia dos dividendos e da falta de investimento futuro. Perderam os trabalhadores que vêm o resultado do seu trabalho ser entregue aos accionistas sob a forma de dividendos, esvaziando a empresa.

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home