terça-feira, abril 24, 2007

Deixem jogar o Professor Arroja

Ainda me lembro quando há uns meses no Blasfémias anunciavam com pompa e circunstância que o Prof. Pedro Arroja passaria a escrever no blog. Desde então ficamos a saber que a mulher protestante é mais barata que a católica, que o pai delega autoridade na mãe, entre milhares de outros factos interessantes sobre as mulheres.

Pedro Arroja brinda-nos agora com outra carta astral [expressão com a devida vénia]: usar sempre dupla precaução a interpretar as ideias filosóficas, científicas ou de opinião provenientes de um judeu.

Recordo-me que a primeira polémica com o Prof. Arroja foi a sua peregrina ideia de que os votos deviam poder ser comprados e vendidos como qualquer outro produto na economia de mercado, segundo a qual ficariam satisfeitos e a ganhar.

Agora, após a indiferença e o silêncio perante as cartas astrais da mulheres-donas-de-casa os blasfemos indignam-se com o mesmo tipo de generalização aplicada aos judeus! Gosto particularmente da etiqueta: «nunca mais recomendo ninguém para este blogue, se o arrependimento tivesse conversão pecuniária estava rico!». Mas vá, não sejam assim, confesso que gosto de ler na diagonal os textos do estimado Professor, encontram-se sempre pérolas inestimáveis! Que a write up comedy continue!

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home