segunda-feira, abril 09, 2007

Quem tem saudades da Stasi?

António Balbino Caldeira levantou no seu blog (do Portugal Profundo) a temática da licenciatura de José Sócrates. Volvido bastante tempo, o assunto saltou timidamente para o Público e a partir daí tem vindo a ser tema central em todos os órgãos de comunicação, sendo que na próxima quarta-feira o próprio José Sócrates irá à RTP 1 ser entrevistado sobre o assunto.

Ontem, Raúl Martins (Presidente da Concelhia do PS de Aveiro) escreveu sobre a renovação do contrato de António Balbino Caldeira no Instituto Politécnico de Santarém. Portanto, para contra-argumentar esquece a mensagem e "ataca" directamente o interlocutor, prática muito recorrente mas que a nada leva. A coisa não ficou por aqui e o visado respondeu não só esclarecendo a sua contratação, como nos proporcionando toda uma recolha de informação pessoal sobre Raúl Martins. Até posso compreender a importância de demonstrar a vinculação de R.M. ao PS, mas não compreendo esta obsessão Orwelliana de A.B.C. em recorrer sobre toda a vida de outrém.

Quanto ao Primeiro-Ministro, não me interessa o seu currículo académico, mas sim discutir as políticas que imprime ao país. Nesta questão da licenciatura, apenas interessa uma questão (agora duas): se existiu ou não alguma ilegalidade praticada por J.S. na obtenção da sua licenciatura. De resto, se é ou não licenciado, nada interessa. Aliás, um qualquer Primeiro-Ministro pode muito bem dizer que é astrofísico e que nas horas vagas é a fada sininho que isso não devia interessar, porque em discussões políticas - logo não académicas - os títulos académicos não deveriam ser usados, mas nessas ocasiões a comunicação social sempre os utiliza.

O segundo ponto que agora surge é a eventual tentativa de condicionamento dos órgãos de comunicação social por parte do Governo. A este propósito, após um artigo no Expresso, a Entidade Reguladora da Comunicação Social vai ouvir directores de informação; a SIC-N promove um debate amanhã com os directores de vários jornais; e também amanhã a RCP fará um debate sobre o tema.

Agora, se não se importam esclareçam rapidamente estes dois assuntos de forma a irmos ao que realmente interessa. Compare-se o tempo dedicado à licenciatura nos media com o dado à cobertura das políticas governamentais nas últimas semanas!

Etiquetas: ,

3 Comments:

Blogger José Manuel Dias said...

Caro Carlos Peralta

Parabéns pela abordagem efectuada. Cumps

terça-feira, abril 10, 2007 10:19:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

Bolas,

Ninguém acerta no meu nome! Nem o registo civil! :)

quarta-feira, abril 11, 2007 1:40:00 da manhã  
Blogger José Manuel Dias said...

Nelson Peralta

Penitencio-me pela falha.
Cumps

quarta-feira, abril 11, 2007 10:49:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home