quarta-feira, outubro 17, 2007

A cara da mentira


No julgamento do assassinato de Jean Charles de Menezes pela polícia de Londres, o Juiz considerou que a própria polícia entregou uma fotografia propositadamente forjada e manipulada ao tribunal, para assim justificar as semelhança física entre o brasileiro e o terrorista Hussain Osman. Recorde-se que Menezes, no clima de Estado Securitário, foi assassinado com oito tiros à queima-roupa da polícia inglesa no metro de Londres depois de ter saltado o torniquete sem bilhete. [The Guardian, via Zero de Conduta]

Etiquetas: ,

2 Comments:

Blogger Tárique said...

Nota: já ficou provado que Menezes não saltou torniquete nenhum nem adoptou nenhum comportamento fora do normal. Houve mentiras sucessivas nesse caso: que trazia uma mochila (mentira) , que trazia roupas pesadas e largas (mentira), que ia a correr e saltou o torniquete (mentira).

Who watches the watchmen?

quinta-feira, outubro 18, 2007 10:33:00 da manhã  
Blogger Nelson Peralta said...

E mesmo que esses comportamentos tivessem existido, nunca poderiam resultar no assassinato!

A mentira na invasão, a mentira em casa.

quinta-feira, outubro 18, 2007 1:35:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home