sexta-feira, outubro 31, 2008

Revisionismo matrioska









José Casanova no Avante! desta semana acusa a historiadora Inês Pimental de ser revisionista com o seu livro «Biografia de um Inspector da PIDE – Fernando Gouveia e o PCP», que aparentemente nem terá lido. Mas eis que o Avante! desta semana foi retirado do seu site e substituído pelo da semana anterior. O revisionismo do revisionismo. O texto de José Casanova e o esclarecimento da autora (nos comentários) está entre as brumas da memória.

Etiquetas: ,

3 Comments:

Blogger filipe guerra said...

Caro Nelson Peralta,
Apenas lhe escrevo para o informar que o texto em questão está disponível na página do jornal avante!. Como esteve ontem e está hoje, e amanhã também estará.
Que por momentos, tivesse saido on-line, é possível. Admito que por algum motivo técnico ou outro de menor importância e meramente circunstancial.
Desde quinta-feira, ontem, dia em que foi publicado o texto, que o jornal Avante! foi distribuido aos seus assinantes, e está à venda em centenas de Centros de Trabalho do PCP, bem como em milhares de quiosques e papelarias de todo o país. Tendo em conta o nº de assinaturas no estrageiro, arrisco dizer que espalhado pelo mundo...
Fica assim claro, que o PCP não escondeu nem esconde nada, e que o quisesse fazer também já não seria em tempo útil.
Já agora que lhe fique claro, porque que no jornal avante!(edição on-line) não existe caixa de comentários, assim, também não foi danificada qualquer resposta de Irene Pimentel. Ao contrário do que este post pode sugerir.
Caro Nélson,
O erro é sempre o mesmo. Ler uma mentira ou peripécia circunstancial, e dar aso à propagação de uma peripécia, deturpação ou mentira. Naturalmente, re-utilizando velhas caricaturas do estalinismo.
Fico para ver se há coragem para fazer as devidas correcções, para assumir uma posição injusta e de todo precipitada.
Pode-se discutir a opinião de José Casanova, agora, a insinuação e a insidia feitas são graves.

sexta-feira, outubro 31, 2008 3:07:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

Filipe,

"Já agora que lhe fique claro, porque que no jornal avante!(edição on-line) não existe caixa de comentários"

Nesta parte percebeste mal, eu refiro-me à caixa de comentários do blogie "entre as brumas da memória" [está lá o link]. Lá é que está o texto do José Casanova e o comentário da Irene Pimentel.

Quanto ao resto, já esteve online o Avante! desta semana, posteriormente o da semana passada, e agora o site está offline. Como é óbvio, qualquer alterações do caso que relato - isto é o reaparecimento do artigo no site - terá uma referência do corpo deste post, como faço sempre que algo do género sucede.

Quanto ao Avante!, a discussão segue na tua caixa de comentários.

sexta-feira, outubro 31, 2008 3:56:00 da tarde  
Anonymous NUNO CORREIA said...

No que diz respeito ao que se diz sobre o PCP a estupidez tem limites. Confesso que nunca imaginei ler alguma vez que o José Casanova, que é um dos mais ortodoxos do partido pudesse vir a ser censurado justamente pelo próprio partido por dizer uma asneira. Eu já o ouvi dizer algumas e nem por isso ele foi alguma vez criticado ou censurado. Se o texto é feliz, concerteza que não o é. Principalmente porque quando não se lê não se deve comentar. Mas a simples ideia de que o partido pretender "limpar" o texto do Casanova pode até ser um bom sinal. Um sinal de que o que está errado pode e deve ser corrigido. Um sinal de não cristalização do partido. Se os esquerdelhos querem acabar com o PCP para terem mais espaço para o seu vazio ideológico não é ainda por aqui o caminho...

sexta-feira, outubro 31, 2008 9:52:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home