sábado, abril 11, 2009

Móvel, mas pouco


Nos Estados unidos, o grande progresso do caminho de ferro fez-se com a sua nacionalização para, através de uma única companhia pública, providenciar um melhor serviço para o interese colectivo já que as práticas concorrenciais não previligiavam aquilo que um sistema deve providenciar: a mobilidade.

Como agora não há guerras para ganhar, o interesse nacional não é relevante. Como tal, a CP foi estilhaçada em várias sub-empresas umas com os carris, outras com os comboios. E as que ficaram com os comboios não fazem horários e rotas coordenadas, nem mesmo na linha do Norte, resultando numa mobilidade ineficiente onde os percursos mais lentos e com mais transbordos são mais caros!

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Proteja a sua Internet said...

http://protejainternet.blogspot.com

quarta-feira, abril 15, 2009 3:27:00 da tarde  
Blogger Nuno said...

poa terra, pouca terra,....

Existe uma falta de ajustamento entre a oferta e a procura assim como falta articulação nos horários, preços mais competitivos e redução nos atrasos

sábado, julho 18, 2009 11:46:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home