quinta-feira, maio 31, 2007

Mitos do liberalismo: a liberdade


João Miranda fala como se a relação de forças entre empregador e trabalhador na assinatura de contracto de trabalho fosse igual. Com esta desregulamentação por certo todos os contratos trariam esta cláusula milagrosa. Portanto o trabalhador tinha a liberdade não assinar e perpetuar-se no desemprego. Grande liberdade. Já agora um empregador também poderia ter o direito de apenas assinar contrato de trabalho com mulheres que renunciem do direito à maternidade. É sabido como a gravidez e a licença de maternidade atrapalham a produção, mas note-se que a mulher mantinha o direito de não assinar o contrato.

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home