sexta-feira, julho 13, 2007

Agilizar argumentação

Para o Bispo Emérito de Aveiro estes políticos por uma questão de «honestidade» não deviam legislar sobre o divórcio, já que «desvirtuam e prejudicam socialmente esta instituição [o casamento]».
Portanto, estes senhores que foram legitimamente eleitos em sufrágio universal, e que por opção na sua vida pessoal se casam ou não, se divorciam ou não, deviam deixar que a legislação destas coisas fosse feita por quem optou por nunca se casar e divorciar e que não dispõem de nenhum mandato na nossa democracia?

Etiquetas: , ,

2 Comments:

Blogger Rosarinho said...

Ai que lindo texto para eu comentar amanhã. Obrigada!

domingo, julho 15, 2007 12:02:00 da manhã  
Blogger Nelson Peralta said...

:)

domingo, julho 15, 2007 2:56:00 da manhã  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home