quarta-feira, setembro 12, 2007

O revolucionário institucional


Jerónimo de Sousa «considerou hoje que o Governo português deve «respeitar as instituições, o direito internacional e as relações diplomáticas com outros países em relação à visita do líder tibetano Dalai Lama.»

Para Jerónimo a manutenção do Império Chinês é mais importante que os direitos humanos. Curiosamente o PCP gostaria de ver o Governo português a ignorar relações diplomáticas para apoiar organizações para-militares como as FARC. Mas para o PCP a China é um Império dos bons.

PS e PSD preferem o silêncio em nome dos negócios, à semelhança do Ministro Luís Amado, por «razões óbvias». Apenas o Bloco de Esquerda e o CDS-PP ficaram indignados com a atitude do Governo.

Etiquetas: ,

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home