terça-feira, outubro 09, 2007

O criacionismo em Portugal

No início deste mês, o Concelho da Europa aprovou uma resolução que rejeita a possibilidade do Criacionismo ser ensinado nas escolas, dado ser uma crença sem fundamento científico. 48 votos a favor, 25 contra e 3 abstenções.

Um deputado português -Mota Amaral - junto do Concelho da Europa votou contra, aceita portanto o ensino do criacionismo nas escolas. Julgo que deveriamos ser mais informados sobre o voto dos nossos eleitos. [via Esquerda Republicana]
Votação de The dangers of creationism in education (Doc. 11375): Mr João Bosco MOTA AMARAL, PT, EPP/CD, Against.

Etiquetas: , ,

3 Comments:

Blogger migas (miguel araújo) said...

Ou pelo contrário, os nosso eleitos estarem mais bem informados sobre os temas que t~em para votar.
Isto sem estar a favor ou contra o Criacionismo.
Até porque aí, há tanta coisa que se ensina no nosso sistema de ensino que se fosse a votos, não sei não...
Cumprimentos

quarta-feira, outubro 10, 2007 11:54:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Mota Amaral, eurodeputado português? Quando?
Não seria melhor estar mais atento ou, pelo menos ler mais atentamente antes de copiar o que publica?
Então não sabe que o dito Sr. é deputado, mas da Nação e na Assembleia da República? E contra que resolução, já agora, é que acha que o homem votou?
E em que data?
Que falta de clareza e de objectividade; parece que está a apostar no caminho fácil da crítica pela crítica. Fica-lhe mal e, sobretudo, claramente tem pés de barro.

quarta-feira, outubro 10, 2007 1:23:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

De facto fiz confusão, a votação foi do Concelho da Europa e não do Parlamento Europeu.

O que corresponde à verdade e é o central neste texto é o seu voto. Coloquei o link da votação no texto.

A crítica mantém-se.

quarta-feira, outubro 10, 2007 2:10:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home