segunda-feira, abril 21, 2008

Passar por entre os pingos de chuva



Para quem viu a primeira conferência de imprensa (no vídeo é a segunda) esta história poderia muito bem ser de guerrilha mediática digna de Luther Blissett.

Entretanto, tivemos direito a mais: «Mas a actuação dos dirigentes do Boavista só seria desencadeada sexta-feira, quando Sérgio Silva mostrou a ordem de transferência bancária do Banco Privado Português (BPP) que continha erros grosseiros de português. Estava escrito, por exemplo, "balor" em vez de valor.»

Sérgio Silva é arguido, embora tenha acabado por não lesar o Boavista num cêntimo. João Loureiro fez este extraordinário negócio e ainda não se molhou. O deputado do PS José Lello também está seco.

Etiquetas: ,

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home