terça-feira, maio 13, 2008

Uma estranha forma de socialismo


O que vão fazer Sócrates e 80 empresários portugueses ao "paraíso socialista"? Vão tratar de negócios: «betão (Lisnave, Teixeira Duarte, Mota Engil), máquinas industriais e aparelhos, mais produtos alimentares (azeite, leite, vinho), em troca de petróleo».

Chávez não hesita e apresenta José Sócrates como um socialista e como «um homem humilde, um homem do povo».

Numa altura em que o mundo enfrenta uma crise energética, em que o preço do petróleo bate recordes e em que o sistema financeiro começa a falir, o que faz a Venezuela? Dá petróleo aos capitalistas necessitados em troca de betão, máquinas industriais e alimentos. Não há capitalista que critique o seu melhor parceiro de negócios.

Noutro acordo - com Cuba - troca petróleo por médicos destinados ao programa de cuidados básicos de saúde em bairros pobres. Porque é que Chavez opta por este sistema assistêncialista e não por um sistema público de saúde, onde poderia integrar, mesmo que temporariamente os médicos cubanos? Quando o petróleo acabar, na questão da saúde nada restará da "revolução"! A estruturação de serviços públicos garante o acesso a todos os cidadãos, e seria algo que permaneceria no tempo, muito para lá do petróleo...

Etiquetas: , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home