quinta-feira, novembro 13, 2008

A "esquerda" belicista


Recentemente, Paulo Pedroso em entrevista defendia a reedição do Bloco Central, no caso do PS não conseguir a maioria absoluta nas próximas legislativas.

Hoje, novamente em entrevista desta feita ao Diário Económico, já diz que a esquerda se deve reinventar para poder estar junta em 2009. De acordo com Pedroso, «Portugal precisa de um Governo com maioria, não necessariamente de um só partido», portanto à direita ou à esquerda tanto faz desde que o PS mantenha o poder.

Mas na melhor parte da entrevista, Paulo Pedroso afirma: «Governos de esquerda só imagino com partidos que apoiem a União Europeia, o euro e a NATO», ao mesmo tempo que desafia BE e PCP a mudarem. Portanto, na opinião de Pedroso, o problema da esquerda portuguesa para formar governo é o facto dela ser de esquerda. Fora isso estaria tudo bem.

Etiquetas: , ,

2 Comments:

Anonymous bloquista convicto said...

O que Paulo Pedroso disse no seu blog é o que me parece mais interessante .. a ser assim ...


. "A relação do Bloco de Esquerda com o Partido Socialista era de um para 20 e agora é de um para quatro. Está melhor!" A mim preocupa-me mais a relação dos partidos de esquerda com a dos de direita. Se o PS fosse pequenino, que alegria traria isso ao BE?

sexta-feira, novembro 14, 2008 6:15:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

É interessante que muita da malta do PS que passa por aqui assina com um alter ego. mas não será vergonha certamente.

A mim também me preocupa a relação dos partidos da esquerda com a direita. E em especial com o partido que em determinado momento está no governo a gerir o capitalismo com políticas de direita.

Já agora, da mesma entrevista: «"Uma política de esquerda é desesperadamente necessária. E isso só será possível quando for possível vencer o PS e portanto transformá-lo."»

domingo, novembro 16, 2008 9:55:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home