sexta-feira, julho 03, 2009

Um partido que encara as coisas de frente


Manuel Pinho contribuiu mais uma vez para o anedotário nacional. Manuel Pinho ia ser novamente o número 1 do PS por Aveiro nas legislativas.

Etiquetas: ,

6 Comments:

Blogger J.S. Teixeira said...

Vejam o artigo de opinião escrito no blogue O Flamingo acerca da "tourada" que teve lugar, ontem, na Assembleia da República.

sexta-feira, julho 03, 2009 7:19:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Caríssimo

O senhor é funcionário público. pago com os nossos impostos. Certo? Não gosta do "aperto" que lhe deram? Tem que prestar contas do que faz...O Siadap. Não gosta do PS. Gosta do Bloco de Esquerda. Da linha dos maoístas ou dos trostkistas? Devo dizer que estou de acordo com a política do PS no que concerne à Funnção Pública e mais é preciso emagrecer a Estado despedindo os incompetentes e os que passam a vida nos blogues nos tempos em que deviam concentrar-se no trabalho. Em política não vale tudo mas o seu gesto fica registado em memória.
Zé Portuga

sábado, julho 04, 2009 10:59:00 da manhã  
Anonymous skasonic said...

A loucura é tanta que retrata-se um tema com o humor da situação, e há pessoas que se salvaguardam no "anonimato" para falaremde outras coisas, noutras situações, abanando a velha e enrrugada bandeira da punição fascista que tanto, outrora combateram. Este senhor que se retrata como "socialista" e ainda "zé Portuga" deve e merecer acima de tudo um grande bocejo.

sábado, julho 04, 2009 3:21:00 da tarde  
Blogger João said...

Os deputados do Bloco são funcionários públicos, os do PS são prestigiados membros da sociedade.
Com certeza.

Os contribuintes, independentemente das simpatias políticas pagam impostos para manter os serviços do Estado a funcionar. Logo, os bloquistas também pagam impostos para o Augusto Santos Silva dizer as barbaridades que diz no parlamento. Eu gosto de chamar a isto liberdade, eu sei, é um conceito estranho...

Lamento informar, mas incompetência não é ter uma opinião diferente da sua. O que é sugerido é o regresso do delito de opinião. Oh homem, habitue-se, chama-se democracia.

Quando os saudosos do tempo da outra senhora estão de "pedra e cal" com o partido socialista, alguma coisa está terrivelmente errada.

domingo, julho 05, 2009 1:28:00 da tarde  
Anonymous Carlos Ferreira said...

Só mesmo um fundamentalista da extrema-esquerda como o Louçã é que se lembraria de se armar em cobrador de promessas e acusar Sócrates de não ter criado 150.000 empregos. Um mínimo de honestidade intelectual, coisa que o Chico Anacleto desconhece, mandaria avaliar esta promessa até a eclodir da crise financeira.
Mas para Louçã a verdade interessa tanto quanto a Ferreira Leite e o que lhe interessa é aproveitar-se da crise financeira para obter ganhos políticos. Até porque Louçã está mesmo convencido de que não houve crise financeira internacional, o que por cá se passa é uma crise económica provocada por Sócrates.
Numa só palavra falta de seriedade política. Mais um que é pago com os nossos impostos, funcionário público, para ter tempo para dizer mal.

segunda-feira, julho 06, 2009 8:16:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Ora diga-nos lá uma coisa sr. Peralta p António Chora não é do Bloco de Esquerda, tendo sido mesmo Deputado?
Com explica o carinho pelo Manuel Pinho?!!!

Num ambiente de brindes e palmas, António Chora, responsável da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa, afirmou que "o ministro fez muito pela indústria do País". Os responsáveis da Comissão de Trabalhadores da Bordalo Pinheiro, com quem Pinho desenvolveu uma relação estreita, chegando a afirmar que ia lanchar com eles, também marcaram presença no jantar, que juntou todo o staff do ex-ministro (ver caixa).

Cá fora, já à saída do restaurante, Manuel Pinho foi abordado por pessoas num carro que passava e que lhe disseram: "Sr. ministro, estou consigo." O DN sabe que, nos últimos dias, têm sido vários os portugueses que abordam o ex-governante na rua, mostrando--lhe o seu apoio.

Fonte: DN

segunda-feira, julho 06, 2009 9:00:00 da manhã  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home