quinta-feira, agosto 27, 2009

O PSD e o prestígio do Parlamento

Imagem do Zero de Conduta


«Defenderemos um modelo político de democracia reforçada» - então não se ia suspender a democracia por 6 meses?

«Tentaremos aprovar, como vimos fazendo há muito, a redução do número de Deputados à Assembleia da República para 180, e promoveremos outras medidas de reforço e prestígio do Parlamento (...)». Na célebre votação do estatuto dos professores eram muitos os deputados de "férias antecipadas" confirmando a ideia dos deputados mandriões, e agora Manuela Ferreira Leite escolheu o homem da mala, António Preto para as suas listas. Pelos vistos é assim que o PSD pretende promover o reforço e o prestígio do Parlamento.

Por estas, pela Somague, pelo Jacinto Leite Capelo Rego e acima de tudo por políticas que não correspondem à resolução dos problemas das pessoas, o Parlamento está de facto completamente desprestigiado. O PSD e os deputados eleitos nas suas listas tem grandes responsabilidades nesta matéria, mas a solução de Manuela Ferreira Leite é simples, simples e populista, um sucesso garantido: a diminuição do número de deputados.

Ferreira Leite dá assim um pequeno passo na sua ideia de suspender a democracia por 6 meses, já que a redução do número de deputados aliado ao já desproporcional método de Hondt e à divisão do país em círculos eleitorais, leva a uma desproporcionalidade muito maior na representatividade do voto. Teríamos o paraíso de Manuela Ferreira Leite: o bipartidarismo de semelhantes imposto artificialmente.

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home