quinta-feira, março 06, 2008

Os filantropos do nosso tempo

O Estado a exercer o seu monopólio da violência

Descobri hoje a lista dos mais ricos dos mais ricos: Warren Buffet (EUA, $62bn), Carlos Slim (México, $62 bn) e Bill Gates (EUA, $58 bn). Ora, em que contribuíram estas tamanhas fortunas para o desenvolvimento da sociedade?

Warren Buffet acumulou praticamente toda a sua fortuna em jogos de bolsa, portanto meramente especulativa e não produtiva.

Carlos Slim "construiu" a sua fortuna sobretudo com a liberalização da economia mexicana, onde comprou empresas estatais a preços irrisórios e que agora valem o seu justo valor colocando-o como o segundo ricaço do planeta, ao passo que os mexicanos, anteriores donos dessas empresas...

Etiquetas: , ,

2 Comments:

Blogger Luís Bonifácio said...

Apenas tenho a dizer que desses 3, apenas Bill Gates merece todo o dinheiro que tem.
Ganhou-o legitimamente e contribuiu decisivamente para as melhores coisas que o mundo viu nos últimos 30 anos que em muito facilitaram a vida das pessoas e a comunicação global a níveis nunca antes vistos.

Warren Buffet limitou-se a especular e nunca deve ter criado um único emprego.

O México ter uma das 3 pessoas mais ricas do mundo é por si só, e atendendo às condições em que vivem a maioria dos Mexicanos, um insulto.

quinta-feira, março 06, 2008 11:39:00 da tarde  
Blogger João Dias said...

Ninguém no mundo merece tanto dinheiro e por razões bastante simples:

- O facto de essas pessoas serem extremamente ricas está directamente ligada com o facto de outras serem extremamente pobres.

- Nem o "Bill Gaitas" produz conhecimento proporcional ou tecnologia que justifique essas quantias. Dedica-se a viciar o mercado, criando mecanismos que tornam incontornável comprar um computador sem adquirir um sistema operativo Windows. Aliás foi multado recentemente...finalmente. Existe a comunidade Linux que produz muito mais software sobre licenças GPL (General Public License) de livre acesso. Além de viciar o mercado, as licenças para software do Windows não dão liberdade se quer ao proprietário, tendo este de renová-las e estando proibido de fazer cópias do software que possui. Basicamente é pagar para ter sempre software emprestado e não poder emprestar, nunca se chega a ser um verdadeiro proprietário de software da Microsoft.
Isto, para não falar dos "boatos" de que este terá roubado código fonte.

P.S. Não, não tenho inveja do Bill, só tenho pena de não possamos ser todos ricos, e assim sendo, gostaria que fôssemos todos dignos de ter acesso às necessidades básicas.

sexta-feira, março 07, 2008 3:17:00 da manhã  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home