segunda-feira, setembro 29, 2008

É o Internacionalismo Monetário!*


Os governos da Bélgica, Holanda e Luxemburgo em conjunto vão nacionalizar o grupo financeiro Fortis para o salvar da falência, injectando no total 11,2 mil milhões de euros!

O governo britânico já vai na sua segunda nacionalização de um banco falido, desta vez foi o Bradford & Bingley, sendo que o governo prepara já venda de parte ao Santander. Cheira-me que perderá bastante dinheiro no processo.

Se por lá estão entretidos com a nacionalização de prejuízos, por cá prepara-se a privatização de lucros com a venda do resto do GALP. Por todo o lado os governos mantém a fé no mercado, nem que para isso seja preciso fazer negócios lesivos para todos nós.

Com toda a ganância, as empresas financeiras jogaram e perderam as poupanças e reformas de milhões de cidadãos. Surge então o papá Estado a usar o nosso dinheiro - muito do qual nem sequer existia - para assegurar a viabilidade destas empresas agora falidas para que no futuro nos possam continuar a fazer o mesmo.

O Estado assume o risco, precisamente aquilo que na filosofia liberal justifica o mérito e a acumulação de capital. No credo do "mercado livre", a "mão invisível" ditou a falência e a inviabilidade destas empresas e práticas, o Estado na defesa do "mercado livre" assegura a sua continuação. Amén.

* - expressão roubada a José Mário Branco

Etiquetas: ,

3 Comments:

Anonymous socialista disfarçado said...

internacionalismo monetário?
está a falar da PDA caro nelson?

segunda-feira, setembro 29, 2008 3:30:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

Não. O PDA pertence à categoria dos "negócios fantásticos"!

segunda-feira, setembro 29, 2008 3:39:00 da tarde  
Anonymous socialista infiltrado said...

lol,

defacto meu caro, de facto.

segunda-feira, setembro 29, 2008 4:44:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home