segunda-feira, novembro 03, 2008

Estado babysitter?

Cartaz via Spectrum

Agora que o banco da malta do PSD está em processo de nacionalização, convém saber se o Estado se arma em babysitter e toma conta do negócio enquanto a coisa corre mal e o devolve ao capital quando a coisa começar a da lucros, ou se assume as suas responsabilidades no mercado financeiro.


«Os accionistas do BPN poderão vir a receber indemnizações pela nacionalização do banco, que terão por base o valor actual da instituição». O Estado nacionalizou o banco porque este estava à beira da falência e se afigurava irrecuperável, para além de que esta condição resultou de gestão com "legalidade duvidosa". Portanto, interessa saber que indemnização é esta, tanto mais que o grupo financeiro em causa há pouco tempo precaveu-se com uma reestruturação que separou o banco do resto do grupo, passivos para um lado, activos para outro. O Estado nacionalizou os passivos!


Quem deixa de pagar as prestações ao banco está desgraçado. Quem monta um pequeno negócio e vai à falência está desgraçado. Resta saber se os tubarões, gente fina do PSD, vão pagar os prejuízos que a sua gestão de "legalidade duvidosa" provocou, ou se seremos todos nós a pagar por eles e ainda a pagar-lhes uma indemnização pelo incómodo.

Etiquetas: ,

0 Comments:

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home