terça-feira, novembro 11, 2008

Universidade, Lda.

3 Comments:

Anonymous Zeca Diabo said...

Não acha bem que a Universidade de Aveiro tenha hoje qualquer coisa como cerca de 50% de receitas próprias?

Se calhar é esta prespectiva que permite empregar tanta gente com qualidade e fazer tanto pela Cidade, Pela Região e pela Investigação Nacional ... inclusivé até dá emprego a Vexa.

terça-feira, novembro 11, 2008 11:09:00 da manhã  
Blogger Nelson Peralta said...

Não analiso a realidade ao metro. Importa saber o custo social - e outros - de cada opção.

Uma universidade pode facilmente passar a ter 100% de receitas próprias, basta aumentar as propinas e fazer apenas investigação aplicada (aos clientes, entenda-se).

E aliás, há pouco tempo viu-se que a U. A. estava suborçamentada, de tal forma que a reitoria se viu obrigada a fazer uma manobra financeira para conseguir pagar os salários...

terça-feira, novembro 11, 2008 11:19:00 da manhã  
Blogger João Dias said...

O facto de a Universidade ter receitas próprias não é negativo, o facto negativo é que a Universidade está mais dependente do mercado do que um sistema pensado e centrado nos mecanismos da educação.

Um aspecto positivo e diferente da UA é que tem parcerias com empresas no desenvolvimento de projectos académicos. Outra coisa é tornar a UA dependente de empresas externas, ao ponto de se tornar um espaço cada vez mais aberto a publicidade. O projecto da UA até agora era positivo porque tinha parcerias em que tinha solidez financeira, se a UA se apresentar numa postura mais dependente desses financiamentos pode-se ter de sujeitar a coisas muito menos educativas.

terça-feira, novembro 11, 2008 3:07:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home