sexta-feira, janeiro 29, 2010

Aberração editorial

Esta foi a escolha editorial do Diário de Aveiro para a sua coluna "fala o leitor" de ontem. Aí, o leitor para além de partilhar a sua ignorância em relação às "normas da Natureza e da História", define a ordem natural da Humanidade e o que é aceitável no Humano, ao mesmo tempo que remete parte dos cidadãos para a condição de aberração.

A edição do Diário de Aveiro escolheu, por opção própria, servir de veículo de difusão de ódio. Foi essa a sua escolha, descer ao nível da indigência.

Etiquetas: , ,

8 Comments:

Anonymous comunista indignado said...

Nao deixa de ser estranho observar Vexa a defender o Partido Socialista!

sexta-feira, janeiro 29, 2010 4:19:00 da tarde  
Blogger João Dias said...

Estes episódios são "excelentes", porque demonstram como a lei não é neutra, ela reflecte (ou pelo menos devia) os valores e vontades dos seus cidadãos.

Ou seja, quando a direita perante perguntas incómodas diz que "as coisas funcionam assim" e não há nada a fazer, está a negligenciar (conscientemente) que as coisas não tem de ser assim e que podem ser assado. A lei muda, e é precisamente para que ela possa ser mais justa que tem este carácter mutável.

Mas quando a lei desagradada à direita reaccionária então é uma aberração e já o opinador se questiona quanto tempo falta para o PSD tomar o poder e mudá-la novamente.


P.S. Defender a dignidade do casamento homossexual é bastante diferente de defender o partido socialista. Até um anónimo sabe isso.

sexta-feira, janeiro 29, 2010 8:23:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

Até um deputado municipal o sabe, mesmo que anónimo...

sexta-feira, janeiro 29, 2010 9:23:00 da tarde  
Blogger Pedro Neves said...

É a opinião de um leitor num espaço dedicado ao leitor.

domingo, janeiro 31, 2010 10:22:00 da tarde  
Blogger João Dias said...

O espaço de opinião é da responsabilidade do Diário de Aveiro. A liberdade exige responsabilidade...

Discordando ou não da opinião do leitor, o DA não achou que havia conteúdo que fosse ofensivo para honra de ninguém...caso contrário, não publicaria, certo?

segunda-feira, fevereiro 01, 2010 12:11:00 da manhã  
Blogger Nelson Peralta said...

Pedro Neves,

não descobriu a pólvora, já todos chegamos a essa constatação. A responsabilidade da escolha do artigo do leitor é da edição.

segunda-feira, fevereiro 01, 2010 11:03:00 da manhã  
Blogger Pedro Neves said...

Caro Nelson, ainda nao percebeu...
Grave era um jornal «escolher» os textos dos leitores, consoante o teor dos mesmos. Trabalhei para o DA dez anos e sei que neste capitulo, todos os textos dos leitores que chegam à redacção, são, mais tarde ou mais cedo, publicados. Nao se trata de uma escolha. E penso que ainda nao percebeu isso...

quarta-feira, fevereiro 03, 2010 8:26:00 da tarde  
Blogger João Dias said...

Não me vou alongar muito, mas o Pedro Neves "deve" estar um pouco equivocado sobre a publicação geral de todos os textos no DA.

Contudo, não é sério disfarçar a irresponsabilidade de dar espaço ao insulto óbvio e fácil a minorias já maltratadas com pseudo-argumentos de liberdade e isenção.

sexta-feira, fevereiro 05, 2010 3:10:00 da manhã  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home