quinta-feira, janeiro 03, 2008

A "reestruturação" do serviço nacional de saúde


Notícia na edição de hoje do Diário de Aveiro:
Hospital de Aveiro: Serviço de Urgência em «ruptura completa»
As Urgências do Hospital de Aveiro não conseguiram ontem dar resposta ao súbito aumento da afluência ao serviço. Para além dos atrasos no atendimento, estará de volta o perigo das infecções hospitalares, devido ao aumento do número de camas nas enfermarias
(...)
O súbito aumento da afluência poderá estar relacionado com o fecho de serviços de Urgências da região, como Anadia. Luís Delgado, director do estabelecimento de saúde, não se encontrava no hospital e não quis prestar qualquer esclarecimento, remetendo uma possível declaração para Lurdes Sá, directora clínica, com quem não foi possível chegar à fala até ao fecho desta edição.


E no Notícias de Aveiro:
(...) morte de uma idosa enquanto aguardava na maca atendimento na urgência, quarta-feira ao final da tarde.
A utente esteve quatro horas no serviço, onde deu entrada no hospital cerca das 13:00. A indicação dada aquando da triagem, de uma urgência intermédia, implicaria o seu atendimento no prazo de uma hora.

Etiquetas: , ,

3 Comments:

Blogger migas (miguel araújo) said...

De facto a saúde em Portugal bateu no fundo.
As pessoas, para o Ministro da Saúde, são meros "€" ou dados estatísticos.
A única política que conta é a do princípio economicista.
É a saúde que temos... embora não a mereçamos.
Cumprimentos

quinta-feira, janeiro 03, 2008 7:52:00 da tarde  
Blogger bagaco amarelo said...

por acaso há uns dias tive mais ou menos quatro horas para ser atendido no Hospital de Aveiro, depois de me terem recusado o atendimento no SAP. Tudo por causa duma gripe...
A consulta custou-me 7,5 euros qando, no privado e com o seguro de saúde que tenho, pagaria 12. PAra a próxima vou logo ao privado. Acho que o objectivo é mesmo esse, acabar com a saúde pública para o pessoal começar a ir ao privados...

quinta-feira, janeiro 03, 2008 9:41:00 da tarde  
Anonymous lobo bom said...

O Hitler gaseava os judeus. Sócrates encerra as urgências.
Resultado final: morrem pessoas….ainda existem básicos que dizem que este é um governo democrático. Há cada socialista… pois há….

sexta-feira, janeiro 04, 2008 1:34:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home