sábado, dezembro 13, 2008

Isso tudo e ainda vinho verde


Almeida Santos concorda com Guilherme Silva: não deve haver votações à sexta-feira já que os deputados faltam! O motivo invocado é que é diferente! Parece que os deputados ganham pouco e tem direito à sua vida profissional, Almeida Santos defende mesmo o aumento do salário dos deputados. Premiar quem não cumpre os comprimissos porque não cumpre os compromissos assumidos com a população, parece bem... hum...

Curiosamente esta é a mesma malta que não aumenta o salário da minha classe profissional desde 2001, com uma perda real de salário de 18%, sem direito a subsídio de férias nem Natal, nem subsídio de desemprego, e que nos mantém permamentemente precários e... que nos exige exclusividade de funções, mesmo que outras funções fossem realizados fora do horário normal de trabalho!

Os deputados - e demais eleitos em democracia representativa - representam a população e lutam para aplicar o modelo de organização social que defendem e que foi sufragado. No que me toca, não merece o meu voto quem não queira exercer com dignidade estas funções mesmo que isso lhe custasse uma perda em relação ao salário que auferia antes.

Para mais, os pressupostos de Almeida Santos são bastante enganadores já que. para além de os deputados ganharem bastante acima da média dos cidadãos portugueses, muitos são os exemplos conhecidos de quem usou a Assembleia da República e o Governo como trampolim para administador de qualquer coisa com salário milionário.

Etiquetas: ,

2 Comments:

Anonymous o indignado said...

O seu sectarismo é absolutamente inacreditável.

Constata-se bem pelas etiquetas que colocou neste post, adicionando PS como referência.

Tenha juízo, seja sério uma vez na vida e verifique que as proporções de faltas e o número de deputados atribuem mais faltas aos seus exemplos de rigor e transparência de um tal bloco moralizador de segunda categoria.

Cumps.

domingo, dezembro 14, 2008 4:09:00 da tarde  
Blogger Nelson Peralta said...

Aprecio o seu sectarismo reactivo. No post sobre as declarações de guilherme Silva nada disse sobre a etiqueta PSD, aqui já se indigna com a etiqueta PS que teve o mesmo tratamento da minha parte.

Não defende nem contenta qualquer ideia. Apenas o incomoda, a não ser a referência de que Almeida Santos é do PS. Isso sim é sectarismo, a mera defesa do clube.

domingo, dezembro 14, 2008 8:31:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home