sábado, outubro 17, 2009

Beira-Mar: a tragicomédia ou como a elite não vive sem poder


Brigitte Bardot & Serge Gainsbourg - Bonnie & Clyde


Artur Filipe, falando em nome de vários ex-dirigentes do Beira-Mar incluindo os ainda vereadores Capão Filipe e Caetano Alves diz: "Quando estivemos no clube, em três anos e dois meses arranjámos 1,5 milhões de euros e pusemos 600 mil euros nossos e os que nos seguiram venderam as piscinas, que nós deixámos, por 2,5 milhões, não pagaram à Câmara 1,3 milhões de euros e foram-se embora".

É só impressão minha ou é cómico ouvir Artur Filipe falar nestes termos de um negócio realizado pela Câmara Municipal de que Capão Filipe e Caetano Alves fazem parte... sem conhecimento dos mesmos? Artur Filipe deixa claro que a sonegação de informação por parte de Élio Maia deu claro benefício económico a alguns dirigentes em detrimento de alguns ex-dirigentes. É este o objectivo do serviço público?

Artur Filipe adianta ainda que "Estamos disponíveis para pegar novamente no Beira-Mar, desde que a Câmara apoie o clube". A elite, despojada da autarquia, prepara novo assalto ao poder.

Etiquetas: , ,

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Cure-se homem. Onde é que leu o que aqui escrev, na notícia em causa?
Será que o delírio já chegou a esse ponto ou são as derradeiras verborreias, antes de levantar ferro para Bruxelas?

sábado, outubro 17, 2009 3:44:00 da tarde  

Enviar um comentário

backlinks:

Criar uma hiperligação

<< Home